GRUPO DE ESTUDOS EDUCAÇÃO & MERLEAU-PONTY (GEMPO)

Portal do GPMSE/GEMPO: Estudos Educação e Merleau-Ponty

ESCOLA CAMPONESA DO MST: 1º lugar na média do IDEB!

Escola Chico Mendes - MST

Escola Chico Mendes - MST

 

Do IHUONLINE
Terça, 02 de outubro de 2012

Escola de assentamento no Paraná fica em primeiro lugar na média do IDEB

Uma escola localizada dentro de um dos maiores projetos de assentamento no Paraná foi classificada, neste ano, em primeiro lugar na média municipal do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), no município deQuerência do Norte, a 625 km de Curitiba. A Escola Camponesa Municipal Chico Mendes fica na área de uso comunitário do PA Pontal do Tigre. O assentamento tem área de oito mil hectares, com 338 famílias.

A reportagem é do portal do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), 01-10-2012.

A escola Chico Mendes conseguiu o primeiro lugar na média municipal do IDEB com a nota de 6,2. O índice foi obtido por meio da Prova Brasil, aplicada aos alunos do ensino fundamental público, nas redes estaduais, municipais e federais. Os exames conta com perguntas de português e matemática. Essa é a segunda vez que a escola faz a prova.
Em 2009 a nota foi 4,4.

A prova foi realizada em novembro de 2011, mas a nota saiu apenas em junho deste ano. O índice tem como objetivo reunir, em um só indicador, dois conceitos: o fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações. De acordo com a diretora da escola, Maria Edi da Silva, uma equipe do Ministério da Educação (MEC) vai até a instituição aplicar os exames e, para garantir a veracidade dos resultados, a escola não tem acesso às provas.

“É uma grande conquista, pois a comunidade já passou por muitas dificuldades e esse 1º lugar mostra que os assentados também podem ter uma educação de qualidade”, destaca.

Para continuar com a boa qualidade de educação, Maria Edi explica o que será feito daqui em diante. “Continuaremos nosso trabalho com muita luta, negociando e lutando por políticas públicas. A escola não conta com prédio e condições favoráveis para desenvolver projetos que visam a qualidade e permanência de estímulos aos alunos e comunidade. Continuaremos trabalhando com a pesquisa participante, tema gerador e os projetos da escola”.

Para coordenadora da escola, Lurdes de Fátima, a boa qualidade de ensino é resultante de um processo de pesquisa participante realizado internamente na Escola Camponesa Chico Mendes. “Procuramos saber o que é melhor para cada aluno e como poderemos ensiná-lo da maneira mais correta, de modo que ele não tenha dificuldades e aprenda o máximo possível”, explica.

 

Vitória da Educação Camponesa

Vitória da Educação Camponesa

História

A fundação da Escola Chico Mendes deu-se por volta de 1988, quando surgiram os primeiros acampamentos que deram origem ao PA Pontal do Tigre. No início, os alunos tinham aulas em salas de madeira, mas com a grande quantidade de alunos, foi preciso construir uma escola de alvenaria.

A escola tem uma Associação de Pais e Mestres formada pelos assentados. O objetivo é administrar os recursos passados pelos governos federal e estadual e dar assistência ao aluno e a sua família.

Atualmente, a escola tem 256 alunos com idade entre três e 11 anos, distribuídos em 12 turmas. As crianças contam, além das matérias normais, com aulas sobre Práticas Agrícolas e Ambientais e aprendem como surgiram os movimentos sociais. Desde sua fundação, o Incra já destinou recursos para a escola, principalmente brinquedos para a brinquedoteca, materiais permanente como mesas, cadeiras e materiais pedagógicos. Também tiveram o apoio do Projeto da Petrobrás em 2007, além da prefeitura na formação dos professores.

Escola Municipal Chico Mendes do MST

Escola Municipal Chico Mendes do MST

comentário

Não há surpresas! A Escola Camponesa do MST sai na frente no IDEB! É bom compreender que educação é mais do que
informações, fórmulas e grandes meios disponíveis. Aprender ainda que não se faz educação sem práticas transformadoras, sem leitura crítica do mundo. Sem, sobretudo, saber que educar é aprender relações com o mundo, com a terra, com as coisas, com outros e outras, e sobretudo com a gente mesmo. Educação é luta!

                                                                                          Prof. Luiz Augusto Passos

Category: Sem categoria

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*