GRUPO DE ESTUDOS EDUCAÇÃO & MERLEAU-PONTY (GEMPO)

Portal do GPMSE/GEMPO: Estudos Educação e Merleau-Ponty

Em memória do Padre Patrick

Friday, July 3, 2015

We are very sorry to tell you that Fr Paudie Moloughney died today, after a long illness.

We extend our sympathies to his family and many friends all over the world.

Join us in praying for the repose of his soul.

 

Companheiro Padre Patrick!  Descansaste nas mãos de quem te deixou vir ao mundo…

 

Cumpriste tua missão:

Queridos amigos! Dear friends!

Patrício é importante na vida de tantas pessoas aqui no Brasil! Com ele aprendemos o verdadeiro significado de comunidade, cristianismo, oração na ação. Ele nos ensinou a olhar para o mundo com benevolência, esperança e responsabilidade; nos ensinou o verdadeiro sentido de rir, cantar e chorar juntos. Muitos de nós estamos dando continuidade em nossas vidas profissionais ao que aprendemos com ele nos trabalhos comunitários. Por esse motivo, sua morte não é o fim, é apenas mais uma etapa na longa jornada da vida.

Paudie is important in the lives of so many people here in Brazil! With him we learned the true meaning of community, Christianity, prayer in action. He taught us how to look at the world with kindness, hope and responsibility; He taught us the true meaning of laughing, singing and crying together. Many of us are continuing in our professional lives what we learned with him in community work. For this reason, his death is not the end, it is just another step in the long journey of life.
Sua, Yours,
Joana

Por isso só tenho orações e desejos que a gente se encontre um dia prá uma prosa e chimarrão:

- falar do Brasil e da contribuição da Teologia da Libertação…

Teu amigo/irmão/sonhador dos tempos do Matão do MT

Nilo & Esposa Edela – Juruena/MT hoje em Palmitos/SC

Saudades…  Descansa em paz!

 

FELIZ 1972
Estávamos em 1972 quando recebi a visita do Milton.
Quem era o Milton? Falar desse cara exigiria dias e dias de histórias. Sabe aquela pessoa que parece estar há anos luz do resto da humanidade? Uma parabólica, antes da parabólica. Uma tarde de papo com Milton equivalia a mil informações. E foi justamente o Milton que veio na minha casa para me convidar a participar de “um tal movimento jovem” que ele, o Padre Patrício e mais alguns jovens estavam começando na Comunidade Eclesial de Base de Vila Penteado, conhecida como igreja da Irmã Franca. A proposta falava de reuniões todos os domingos antes da missa. Comecei a frequentar o movimento, junto com vários jovens, que o Milton tinha pacientemente convidado de casa em casa.
O guru desse movimento jovem na Comunidade da Irmã Franca, como era carinhosamente chamada, era o Padre Patrício. Um padre que tinha chegado da Irlanda e que não era muito mais velho que nós. A empatia foi imediata. Ele nos conquistou com aquele jeitão tão peculiar. Suas brincadeiras, suas risadas, e acima de tudo sua espiritualidade impressionante. Nos mostrou um mundo tão novo, tão especial. Falava abertamente de todos os assuntos. Política, religião. Tudo o que era perguntado, era francamente respondido. Nós tínhamos a vivência de padres sempre velhos, de batina e mau humorados e Patrício usava jeans e andava de moto. Imaginem isso nas nossas cabeças adolescentes.
Logo esse movimento jovem já tinha adquirido uma proporção enorme nas nossas vidas e na Comunidade. As missas lotavam. Cantávamos – sempre sob o olhar severo do Sávio, nosso maestro -. As reuniões em plena ditadura militar eram incríveis. Falávamos de tudo. Política, religião, nossos sonhos. Começávamos a tomar consciência de nós e do mundo. E como o mundo era bem maior que imaginávamos. Aos poucos íamos ampliando nossos horizontes, conhecendo pessoas, entendendo um pouco mais aquele momento que estávamos vivendo. E que momento. A ditadura ia muito bem, obrigada. Pessoas desapareciam. Mas foi a ditadura que – contraditoriamente – nos proporcionou voos mais altos. A partir daquele momento de exceção, abrimos os olhos para o mundo e caímos de cabeça nas lutas sociais. Era interessante como conseguíamos participar de tantas coisas ao mesmo tempo. Passeatas, que quase sempre não terminavam bem e apoios às causas mais diversas.
Naqueles idos a gente nem imaginava que estava escrevendo junto com Padre Patrício e as Comunidades Eclesiais de Base, uma parte importante da recente história do Brasil. E que história mais movimentada.
Hoje, Padre Patrício nos deixou. Partiu para novas esferas. Chegará lá com largo sorriso. Movimentará a galera. Dará compreensão. Conhecimentos. Ampliará horizontes.
Amará. Amará. Amará.
São Paulo, 03 de julho de 2015.

 


Gilnei Nilson

13 h ·

Pastor Nilo Bidone Kolling toda a Paroquia de Sao Pedro aqui de Juruena, agradece ao Sr pelo reconhecimento dessa pessoa com a qual o Sr conviveu por um bom tempo, sabendo que foram muitos CULTOS e MISSAS Ecumenicas que voces dois realizaram juntos……,Inclusive do ultimo culto e da ultima missa que voces dois celebraram juntos tive a grata satisfacao de participar quando da sua visita em nossa Paroquia Luterana Vale do Juruena em Dezembro de 2012 onde voces dois celebraram a Missa na manha e o Culto a noite…..

Tradução livre da mensagem da Ella Coman dirigida a todos nós:

“Para todos vocês no Brasil. Deixe-me fazer um resumo das celebrações que ocorreram para a despedida do Patrício. Tudo começou com Patrício deixando sua casa por volta das 11h desta manhã. Ele foi conduzido à igreja pela Banda Sean Treacy Pipe, da qual o pai de Patrício, Paddy (descanse em paz), foi um dos membros fundadores. A igreja estava cheia de clero, família e amigos de longe e de perto. Foi a missa maisalto astral da qual eu já participei. Estava cheia de orações, histórias, música e risos. A missa durou quase três horas e meia e foi incrível fazer parte disso. Em particular o Brasil e a Nigéria foram incluídos na missa. Patrício foi então conduzido pela Banda para o cemitério do outro lado da estrada onde havia mais música, canções e orações. Uma grande multidão se reuniu de volta à casa do Patrício, onde uma deliciosa refeição quente estava sendo servida a todos. Pessoas conversavam e compartilhavam histórias, se consolado umas às outras. Uma canção foi iniciada, e muitas canções favoritas de Patrício foram cantadas. Patrício teria apreciado esta celebração. Ele deve estar bem orgulhoso da sua celebração de despedida. Todos nós já ouvimos o Patrício dizer muitas vezes que os funerais não devem ser tristes, mas sim celebrações da vida das pessoas, e a vida do Patrício foi definitivamente celebrada em grande estilo. Sim, havia lágrimas nos olhos das pessoas ao redor do globo hoje, pessoas de todo o mundo que conheciam o Patrício há muito tempo ou por tê-lo encontrado uma única vez vão sentir falta dele para sempre, nunca vão esquecê-lo. Nunca haverá outro como o Patrício em nossas vidas, e eu acho que falo por todos que o conhecem. Ele era tudo para todos. Eu realmente espero que os vídeos que eu postei sejam de algum conforto para seus amigos que não puderam estar conosco em pessoa para as celebrações, mas nós aqui sabemos que vocês estavam conosco em espírito. Mencionou-se hoje na igreja que Patrício era único, era diferente, que ele fez coisas de forma diferente do que poderia se esperar, e ele certamente fez o mesmo novamente hoje. Ele teve a maior despedida de todas as despedidas. E ele teria desfrutado cada segundo dela. Obrigada a todos os que fizeram desta uma celebração tão memorável.”

Abraços fraternos,
Joana

To all of you in Brazil. Let me give you a run down on the celebrations that took place for Paudies’s Fare well. It started with Paudie leaving his home around 11am this morning. He was Piped into the church to day by the Sean Treacy Pipe Band which Paudie’s father Paddy (RIP) was one of the founder members. The church was packed with clergy, family and friends from far and near. It was the most up lifting mass I have ever attended. It was filled with prayer, music, stories, song and laughter. The service in the church was almost three and half hours long and was just amazing to be part of it. In particular Brazil and Nigeria were included in the mass. Paudie was then piped to the graveyard across the road where there was more music, songs and prayers. A large crowd gathered back at Paudies home where a beautiful hot meal was giving to everyone. people chatted and shared stories and comforted each other. A sing song started up and lots of Paudie’s favorite songs were sung. Paudie would have enjoyed this celebration. He is well proud of the turn out and send off he received for the celebration. We all have often heard Paudie say funerals are not meant to be sad but to be a celebration of the persons life and Paudies was most definitely celebrated in style . Yes there were tears across the globe today and people all over the world that knew Paudie whether it was a long friendship or a one of meeting with him will miss him forever but will never forget him. There will never be another like Paudie in our lives and I think I speak for everyone who know him. He was everything to everyone. I really hope that the videos that I posted will be of some comfort to his friends who couldn’t be with us in person for the celebrations but we know ye were with us in spirit. It was mentioned today in the church that Paudie was unique, was different, that he did things differently than might expected and he certainly did the same again today. He had the send off of all send offs. And he would have enjoyed every single second of it. Thanks to every one that made it such a memorable celebration.

 

 

 

 

 

 

 

 

Patrício sendo conduzido apara a igreja

996 visualizações

Ella Coman com Adriane Hinkel e Joana d’Arc Batista

Minha homenagem ao amigo continua… Curto as declarações saidosas que o pessoal posta no Facebook Graças a Vida. Telefonemas e mensagens são trocadas…

 

Mas tudo precisa retornar ao ritmo normal! Descansa em paz Patrício! (meu irmão irlandês!)

Nilo

Category: Sem categoria

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*