GRUPO DE ESTUDOS EDUCAÇÃO & MERLEAU-PONTY (GEMPO)

Portal do GPMSE/GEMPO: Estudos Educação e Merleau-Ponty

NOTA DO MST SOBRE AMEAÇAS DE MORTE NO MATO GROSSO

 Nota de denuncia

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST/MT) vem por meio desta denunciar ameaças de morte proferidas por fazendeiros contra os trabalhadores rurais que ocuparam a fazenda Vila Rica em Rondonópolis/MT, na madrugada do dia 24/08 (segunda feira).

 

A polícia civil esteve no local e acreditamos que esteja cumprindo seu papel. No entanto, pouco depois, a policia militar e vários fazendeiros chegaram no local, momento em que estes últimos proferiram ameaças como: “Estouro o miolo de uns dois que aí resolvemos o problema”.

 

O Mato Grosso é um dos estados com maior índice de concentração fundiária, razão pela qual é um estado com fortes movimentos de luta pela terra, já que essa situação acarreta diversos problemas sociais e ambientais.

Nesse sentido, na semana passada (18) o governo do estado se reuniu com o MST para discutir reivindicações variadas. Durante a audiência o governador Pedro Taques garantiu que o seu governo seria um governo de diálogo e que a policia militar seria uma força reguladora não violenta.

Por essa razão, acreditamos que o governo respeitará seu compromisso e estabelecerá um diálogo junto ao comando da policia de Rondonópolis, zelando pela segurança de todos, inclusive das famílias, crianças e mulheres que lá estão.

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Rua Ponta Porã, 575 – Bairro Alvorada, Cuiabá – MT, Tel. 65 3052-6234, email – mstmt@mst.org.br

LUTAR, CONSTRUIR REFORMA AGRÁRIA POPULAR!

Category: Sem categoria

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*